Desenvolvemos diagnósticos e medicamentos líderes em todo o mundo que atendem a necessidades médicas urgentes e não atendidas. Nossos colaboradores estão dedicados a quebrar as barreiras da ciência para melhorar a saúde e o bem-estar em todo o mundo e desenvolver parcerias multifuncionais com a academia e a indústria para atingir essa meta. Não nos esquivamos das variáveis e dos obstáculos que enfrentamos na busca de soluções que realmente façam diferença na vida dos pacientes. Como resultado, 30 medicamentos desenvolvidos pela Roche estão incluídos na Lista de Medicamentos Essenciais da OMS.

Investimos fortemente em pesquisa e desenvolvimento (P&D) de ponta a cada ano, totalizando aproximadamente um quinto das vendas ou CHF 104 bilhões em 2017. Este é o maior orçamento único de P&D no setor de ciências da vida.

Investigamos doenças em diversas áreas, como oncologia, neurodesenvolvimento e condições neurodegenerativas, oftalmologia, imunologia, inflamação e doenças infecciosas. Em 2017, intensificamos significativamente os nossos esforços no domínio dos antibióticos para abordar a disseminação de estirpes de bactérias resistentes a várias drogas. Estima-se que dez milhões de pessoas venham a óbito devido a infecções bacterianas intratáveis até 2050; portanto, a criação de novos medicamentos capazes de curar várias infecções resistentes a medicamentos constituiria uma contribuição significativa para a sociedade.

Somos também pioneiros em pesquisas e tratamentos em imunologia, incluindo a atrofia muscular espinhal (AME). A AME é uma das principais causas de mortalidade infantil e a doença rara monogenética mais frequente. Desde 2011, temos conduzido pesquisas de ponta sobre a doença, resultando em um medicamento oral que, pela primeira vez, pode levar a uma nova terapia que muda o jogo.

A colaboração com diversos parceiros, entre a academia e a indústria, é essencial para lidar com as complexidades nas ciências médicas atuais. A Roche Farmacêutica está atualmente envolvida em 200 parcerias em todo o mundo, em nossa busca por tecnologias e terapias transformadoras. Nossos especialistas em Farmacêutica e Diagnóstica buscam e asseguram continuamente novas oportunidades para complementar e fortalecer os esforços internos de P&D.

Estamos comprometidos em ultrapassar fronteiras e desafiar o status quo para redefinir o que é possível no acesso à saúde. Em toda a América Latina, nos associamos a uma rede diversificada de organizações para desenvolver diagnósticos e medicamentos inovadores para atender às necessidades médicas não atendidas, com um foco profundo em medicina e biotecnologia personalizadas.

 

Medicina personalizada

A Roche é líder global em medicina personalizada e é conhecida por desenvolver tratamentos que melhoram os padrões de saúde e a qualidade de vida dos pacientes. Atualmente, os projetos de desenvolvimento de produtos da Roche que estão sendo realizados na América Latina incluem testes de diagnóstico, levando a soluções personalizadas que visam adequar o tratamento correto ao paciente certo.

 

Biotecnologia

A biotecnologia está promovendo avanços consideráveis no tratamento de doenças. Atualmente, somos o maior produtor de medicamentos da indústria de biotecnologia, com a unidade de produção biofarmacêutica mais sofisticada do mundo, responsável por aproximadamente 25% da capacidade de produção biológica global.

 

Pesquisa e desenvolvimento:

Na América Latina, somos parceiros de centros de pesquisa e desenvolvimento independentes para promover a inovação em toda a região. Investimos CHF 180 milhões no desenvolvimento desta rede de pesquisa e desenvolvimento em 2016 e 2017 e engajamos centenas de cientistas e profissionais de saúde de instituições públicas e privadas. Esses esforços melhoram a infraestrutura de saúde e expandem o treinamento médico, levando a um atendimento de pacientes de alta qualidade em todas as unidades de saúde.

 

Estudos clínicos:

Desenvolvemos 376 estudos clínicos em 2016 em toda a região, envolvendo mais de 1.300 centros e mais de 5.000 pacientes. No ano seguinte, realizamos 393 estudos em mais de 1.400 centros, que envolveram quase 5.500 pacientes.